Cirurgias Plásticas

Lifting de face ou Ritidoplastia

O lifting facial ou ritidoplastia é a cirurgia indicada a pacientes que querem melhorar o aspecto global da face, afinal de contas, nosso rosto é nosso cartão de visitas.

O procedimento é consagrado na cirurgia plástica e tem passado por mudanças de tempos em tempos em busca da melhor cirurgia ou da combinação de técnicas que resultem na melhora do aspecto do rosto, levando a uma aparência mais jovem e harmônica.

Inicialmente, na década de 60 até meados dos anos 90, as cirurgias de lifting facial resumiam-se na retirada do excesso de pele e redistribuição no arcabouço osteo-muscular da face.
Hoje, com a evolução das técnicas e dos estudos a respeito do envelhecimento humano e, consequentemente, da face, sabemos que o rejuvenescimento passa por vários outros pontos a serem tratados quando pensamos em lifting facial.

O principal ponto a ser avaliado é a perda de volume global do rosto (coxins gordurosos, contornos ósseos), que leva a distorções da harmonia facial. A flacidez da pele e das estruturas profundas do rosto (sistema músculo-aponeurótico ou SMAS) é outro ponto de extrema importância na avaliação do paciente que pretende ser candidato a cirurgia. E, por fim, o tratamento do fotoenvelhecimento da pele, que daria um toque final de refinamento e delicadeza à cirurgia, com resultado final completo.

Cada paciente deve ser avaliado de forma individualizada, de acordo com os anseios de cada um, cor da pele, limitações cirúrgicas e possibilidades de associações a outras cirurgias e tratamentos (luz intensa pulsada, laser de CO2 fracionado, peelings, toxina botulínica — Botox ou Dysport — e preenchimentos com ácido hialurônico ou outros preenchedores) para se atingir o melhor resultado.

As principais associações com lifting facial: rinoplastia, mentoplastia e bichectomia.