Conheça a Doença do Molusco Contagioso

molusco-contagioso


Este é o vírus Molluscum contagiosum, digamos que um parente do vírus que causa a varíola. Ele provoca a Doença do Molusco Contagioso, que como o próprio nome diz é altamente contagioso. A patologia atinge a pele e é até considerada comum, mas é importante se conhecer mais sobre o assunto de forma a saber o que fazer na hora que sinais e sintomas aparecerem e até mesmo prevenir-se do problema.
De onde vem esse molusco?
Ele se desenvolve em regiões onde há clima quente e úmido.

Como e onde a doença se manifesta?


A pessoa observa a existência de pápulas que podem ser rosadas ou brancas com uma depressão bem no centro. Já viu verrugas? Assemelham-se a elas. Os tamanhos são variados e podem surgir isoladamente ou em grupos. As regiões com pele mais fina são as mais atrativas para a Doença do Molusco.
As lesões não doem, mas podem coçar, o que ajuda o vírus a se espalhar mais facilmente para outras áreas do corpo ainda não afetadas. As crianças são atingidas normalmente nas áreas de maior atrito, como axilas, atrás dos joelhos, virilha, mas pode atingir todo o corpo. Já nos adultos, é bem frequente encontrar as lesões nos órgãos genitais, região interna das coxas e na virilha.
Quem pode ter a Doença do Molusco?
Em geral, as crianças são mais suscetíveis, porque estão com o sistema imunológico em desenvolvimento, e os adultos que apresentam esse sistema debilitado por outras doenças ou em virtude de problemas emocionais.

Como é o contato?


O mais comum é o direto durante abraços, apertos de mão, gestos de carinho e outros. Ocorre também quando a pessoa, com a lesão, encosta em objetos, toalhas, brinquedos e outros. A transmissão pode ser ainda pela água (piscinas, banheiras etc.) e pela relação sexual.

Como descobrir a doença?

molusco-contagioso-como descobrir
Ao perceber o surgimento dessas lesões, é preciso procurar um dermatologista. Não dê pouca importância a isso. O médico está capacitado, só de realizar um exame clínico no consultório, para reconhecer o problema. Por algum motivo, se houver dúvida, o especialista fará uma curetagem, processo que consiste em raspar a região.

A Doença do Molusco tem cura?

Sim e é espontânea. Isso significa que basta esperar de 6 meses a 1 ano, período que leva para sumir e sem deixar cicatrizes. No entanto, há pacientes que afirmam ter ficado com a pele um pouco mais clara onde houve as lesões.
O ideal é que nas crianças pequenas a infecção desapareça naturalmente sem remédios ou procedimentos. Nada de usar produtos por conta própria, principalmente os que contêm ácidos na composição. Essa decisão pode comprometer ainda mais a situação.
O tratamento com cremes, pomadas e remédios é mais indicado para as crianças mais velhas, adultos e pessoas com doenças graves que acometem de forma sistemática o sistema imunológico, como quem tem HIV. Neste caso, é preciso um tratamento especializado, que inclui a realização de exames específicos.

Como se prevenir?

– Evitar o contato com pessoas com esse tipo de lesão;
– separar objetos de uso pessoal, como copos, talheres, toalhas etc.;
– durante as relações sexuais, proteja-se com preservativos.

Conheça a Dra. Darleny Costa Daher

Formou-se na Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP), em 2006. Fez Residência Médica em Dermatologia, de 2008 a 2011, no Hospital Federal dos Servidores do Rio de Janeiro. Fez estágio opcional no Instituto de Dermatologia Prof. Rubem David Azulay da Santa da Misericórdia do Rio de Janeiro/RJ (2006) e estágio supervisionado no Ambulatório Souza Araújo, Laboratório de Hanseníase – IOC/FIOCRUZ (2010) e no Ambulatório de Esporotricose do Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas/FIOCRUZ (2010). A Dra. Darleny Costa Daher é, atualmente, médica dermatologista da Clínica Costa Daher.

Conheça a Clinica Costa Daher

A Clínica Costa Daher está localizada no Centro Médico Lúcio Costa, na SGAS 610/611 Sul. A clínica foi inaugurada em março de 2016 e conta com 100 m2, distribuídos entre recepção, consultórios, administração e sala de procedimentos. No local, são oferecidos clínico, cirúrgico e procedimentos estéticos. A nova clínica é a realização de um sonho e foi planejada com foco no conforto do paciente, em primeiro lugar. O objetivo principal é fazer com que ele se sinta dentro da própria casa.
Na Dermatologia Estética: Laser, Peelings Químicos, Preenchimento, Toxina Botulínica Tipo A, Sculptra, IPCA (Indução Percutânea de Colágeno com Agulha).
Na Dermatologia Cirúrgica: Biópsia, Cauterização Química, Curetagem e Eletrocauterização e Excisão Cirúrgica.

Confira nossas últimas notícias